Dá-me o teu grito


480368_443880028994270_70468059_nDá-me o teu grito
Irmão
A tua fome
Que encerro em mim
Esse silêncio
Cravejado de injustiça
E absinto.
Dá-me um abraço
Amigo
Partilha deste pão
Deste pranto
Desta alegria
De sermos Vida
De sermos hirtos
Tantos,
Tão sós,
Porém de nós!

© Célia Moura (A publicar)
(Imagem – Google)

Anúncios

Deixar um comentário:

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s