A Amante De Lúcifer


529100_499485043433768_1226830320_nA Amante De Lúcifer
A amante de Lúcifer
Entranha-se nos poros
Revolve-se no cio
Dos caminhos
Dá coices que nem uma mula
Nas pernas dos órfãos destinos,
Veste rendas escarlates,
É foleira…
A amante de Lúcifer
Dá ais
Urra que nem um boi
Quando contrariada,
É velhaca…
Embriaga-se de bagaço
Quando não tem licor,
Snifa cola
Quando não tem coca
E cambaleia tonta
Com seu séquito de putas
Provocando lúxuria
Entre os animais racionais

A amante de Lúcifer
Também sabe parecer uma refinada senhora
Vai às festas
Com requinte,
No seu vestido de noite,
É simplória…
Não dá coices,
Dá sorridentes dentadas
Envenenadas de champagne
Chupa o sangue
À alegria,
Dá ais de raiva…

A amante de Lúcifer
Arreganha os dentes amarelos de nicotina
Sacia-se em bacanais,
Urra que nem um boi,
A vitória
Em manicómios de horror
E libera o séquito
Em todos os temporais
Rumo aos braços do seu amado…

© Célia Moura (Inédito) – Fev/2013
(Ilustração – Imagem “Google”)

Anúncios

Deixar um comentário:

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s