Dos primeiros cheiros que trago guardados no baú da infância


995424_484283774988783_1481941530_n (1)Dos primeiros cheiros que trago guardados no baú da infância, são o odor a campo onde cresci livre, as hortas do avô, e o odor das folhas dos livros que eu sempre levava para todos os lugares, abrindo-os como algo de sagrado para que permanecessem sempre novos. Ainda hoje guardo alguns desses livros. Para que me tragam sementeiras novas e o sabor doce das cerejas que me embalaram partidas, mel e giestas em flor.

© Célia Moura

Anúncios

Deixar um comentário:

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s