Perante a dor que silencia teus passos


1424470_544856198931540_1607525611_nPerante a dor que silencia teus passos
Meus olhos se ajoelham
Na penumbra das mãos que se entrelaçam
Emudeço todos os prantos num abraço
Sento-me na soleira da porta dos afectos,
Rego o exílio dos sonhos,
Liberto todos os pássaros das gaiolas
E aguardo-te.

© Célia Moura
(Ilustração – Hsin Yao Tseng Painting)

Anúncios

Deixar um comentário:

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s