Os filhos que partem…


10306382_662451720470432_5318905415838596471_nOs filhos que partem…
Ser Mãe é bênção maior que Deus concedeu à mulher e a qualquer fêmea, mas também creio que não existirá mutilação mais cruel que a perda de um filho, por isso já que um dia escrevi um poema – Não, as Mães Nunca Morrem…– dedicado aos filhos, hoje recordo a indizível Dor de todas aquelas que já viram partir dos seus braços, completamente impotentes os seus tão amados filhos dizendo-lhe aquilo que eu sinto que elas bem saberão – Não, os Filhos, nunca Morrem, permanecem intactos, aninhados no ventre e em todos os recantos de nós – guiam-nos como uma intensa Luz até ao dia da nossa partida, aguardando serenos os nossos braços.

© Célia Moura

Anúncios

Deixar um comentário:

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s