Somente o véu das minhas lágrimas


11092110_824713810945776_3634400376980709874_nSomente o véu das minhas lágrimas te há-de cobrir a nudez do corpo
Mulher amada
E hei-de consagrá-lo ao mar, ao odor da terra remexida acabada
De ser lavrada
Para que no tempo em que as flores sorrirem eu possa amar-te em silêncio
E em paixão uma e outra vez
Porque jamais me saciarei de ti.

© Célia Moura, a publicar “No Hálito de Afrodite”
(Andrew Lucas Photography)

Anúncios

Deixar um comentário:

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s