Prostrada estás


11255051_848017195282104_8557519112569675522_nProstrada estás,
na berma da longa estrada
com teus sofridos trajes nupciais
defronte ao precipício
esvoaçando agonia entre as mãos
clamando compaixão à solidão
entre rochedos de alfazema.

Mas, há sempre uma voz
um permanecente sussurro
vindo do próprio abismo
que ecoa e grita:
– Não!
– Não estás sozinha!

A VOZ

Erguidos, em estandarte de silêncio
Essência de vossas almas, concebida
Qual seiva de Vida
Acolhei-nos,
Ó voluntariosas hastes
Ao céu erguidas
Despidas
Amparando a desconhecida voz
Defronte à derrocada
Súbito temor das madrugadas!

Sois decerto, consolação bendita
Estremecendo Luz entre os cardos
No Jardim do firmamento
Beijando alheias preces
Já vencidas!

Ó companheiros da ternura
Cúmplices da árdua jornada
Rasgando a silenciosa dor
Vinde!

Sois excelsa dádiva
Acariciando o pranto ao desesperado grito
Tão aflito,
De todas as mutiladas aves.

Vinde e bebei de todas as nascentes
O humilde Bem
Memorial consagrado
Derramando mel de rosmaninho
Ao ventre dos temporais!

Comemorai pois a ousadia de serdes ventura,
vigiai somente o instante em que as gaivotas partem do Cais!

Ó voluntariosos do Amor Maior
Celebremos cânticos em taças de Lua Cheia,
Brindemos à valsa das flores silvestres
Rasgo de eternidade!

Pois, quão sublime é o dom de Amar
Ir além do possível e regressar!

Atenta, ó peregrina!

– Não estás sozinha!

Ergue tuas mãos ao céu, lança ao precipício a agonia gemendo ainda
E vai!
Mesmo que a imagem do feudo e do fel persista, ecoa a Voz!

Afaga o vento, equilibra-te na própria dor,
E vai mais um pouco, além de ti
Enquanto a Luz te aconchegar
Num cálido sussurro, ou num desconhecido grito,
Que por ti se revolve perdido em alto mar.

Ainda que seja naúfraga de ti,
Escuta
Não percas o eco da Voz!

© Célia Moura
(© Jenna Martin Photography)

Anúncios

Um pensamento sobre “Prostrada estás

  1. Encontrei este poemita ‘a Voz’ quando já o julgara perdido.
    Andava a remexer nos meus ‘arquivos’ de anos.
    E o que faz bem à alma mesmo é encontrar pessoas como a minha querida Maria por aqui.
    Obrigada.
    Um abraço e um grande beijinho. 🙂

Deixar um comentário:

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s