Confidências De Um Psiquiatra


10671259_864110463637889_1586719674206477437_nConfidências De Um Psiquiatra
Conheci o Gabriel por mera casualidade ou talvez não.
Não importa como nem quando. Importa que inesperadamente ficámos amigos.
Há anos que não sei dele, mas aprendi desde cedo a absorver tudo o que de bom as pessoas geralmente mais velhas que eu, tinham para me dar com toda a sua naturalidade.
Quem sabe porque aos vinte anos eu era a minha ‘chefe de família’, sendo confrontada com tudo aquilo que tantos na época diziam ser “cedo demais”, ou pior “anormal”.

Que me importa isso!

Recordo apenas meu amigo Gabriel a exercer Psiquiatria não só em hospitais públicos como no seu consultório ainda que nunca mais tenha sabido dele.
É em forma de homenagem e agradecimento a estes profissionais da saúde mental que passados todos estes anos, decidi escrever esta confidência em jeito de desabafo desse meu amigo que para além de médico era (e espero que continue a ser) um ser humano como qualquer um de nós.

Um dia pedi-lhe que me contasse qual ou quais os casos que mais o marcaram enquanto Psiquiatra. Olhou para mim e quase não houve hesitação.
Recordo bem esse momento.

Meu amigo falou-me de uma situação que há anos sucedera.
O caso de uma Mãe.
Tratava-se de um jovem acusado de assassinato numa aldeia onde todos se conheciam.
A grande Dor dessa mulher e mãe cujo filho cumpria uma severa pena de prisão era que nem sequer podia desabafar com ninguém sobre o que sentia.
Ela simplesmente não podia, não lhe era permitido. Era a mãe de um assassino.
O filho que gerara no seu ventre, o seu menino que com tanto amor criara e amava, perdera-o!
Como foi, onde, quando?
Querer gritar seu amor de mãe e calar tudo e não poder estar junto dele…

Gabriel falou-me disso uma única vez e talvez tenha sido imaginação minha, mas no restaurante onde estávamos desviou o olhar para o piano porque de súbito embaraçaram-se lágrimas entre notas de Chopin.

Gabriel, obrigada.

© Célia Moura, 25. VIII.2015
(© Howard Schatz Photography)

Anúncios

Deixar um comentário:

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s