Virás no cio das feras


11885303_877378275679329_6781843780198290601_nVirás no cio das feras
Acariciar-me a exaustão derramada
Pelas colinas já saciadas em volúpia.

Estarei provavelmente debruçada no silêncio
E feliz se do céu cairem as primeiras chuvas
Mensageiras de vida.

Dos meus seios
Se enamoraram ventos
Quimeras
Esperas.

Ah! Quem disse que era amor
Não sabia, não sentiu…

Foram mares!

© Célia Moura poesia
(© Patrick Odorizzi Photography)

Anúncios

Um pensamento sobre “Virás no cio das feras

Deixar um comentário:

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s