Ninguém poderá imaginar o nosso pensamento


13178963_1016674721749683_4451980711827166045_nNinguém poderá imaginar o nosso pensamento, a emoção, e até a dor física não surge nem no exame mais específico por mais insuportável que seja.
Podem esquartejar meu corpo, mas nunca meu ser!

Aí está o que somos.
Para mim a maior riqueza que possuo.

Ainda que me tanto me desnude, poucos foram os que me enxergaram totalmente despida de mim sem que me tenham questionado de forma alguma.

© Célia Moura – 10.05.2016
(Denis Buchel Photography)

Anúncios

Deixar um comentário:

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s