Véus


181428_463223057094855_1623563697_n (1)Véus
Este barco à vela, navegando
defronte à magnificência Divina,
vestindo frágeis encantamentos
num cais incerto,
são inércias cuspindo fogo
ao inerte ventre das estátuas nuas
namorando antigos candelabros.

E, esta exaltação no templo da paixão
de claustros suspensos
em ébrias madrugadas,
cobrindo a desfolhada dos corpos,
é meu grito!

Bebo ausências prenhes de exaustão!

© Célia Moura – Do livro “Enquanto Sangram As Rosas…”
(Ilustração – Obra de Kylie Woon)

Anúncios

Um pensamento sobre “Véus

Deixar um comentário:

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s