Através da antiguidade exaltada


através-da-antiguidade

(c) “Google”

Através da antiguidade exaltada,
dolorida talvez,
as pedras possuem, decerto,
a perspicácia na voz do vento suão,
e minhas mãos doem-me mais
que o tempo.
Só um longo lamento
as faz vibrar,
rudemente,
nessa saudade que trazem,
entre Vértices de mentira.
E, é nessa tela evasiva
de meus segredos,
que somente tu,
as poderés consagrar.

© Célia Moura – in “Jardins Do Exílio” (p. 60) – 2003

Anúncios

Deixar um comentário:

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s