Mortalha Nupcial [POESIA-DITA]


Poema de Célia Moura – dito por Célia Moura

Quase não tenho família, mas pedi a uma pessoa que no dia em que eu fosse finalmente embora este poema fosse não só lido como cumprido.
Sei que não o será e se hoje tivesse que o gravar, fá-lo-ia de forma diferente.
Abraço-vos.
C.M
(do Livro: “Enquanto Sangram As Rosas…)

10/02/2011

Anúncios

Deixar um comentário:

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s