Remexida por dentro


10665154_709503079133517_5278825137406829874_nRemexida por dentro
A seiva das palavras
Ao ritmo brando
Da memória.

Derradeiros fôlegos
Breves precipícios
Fúrias contidas
Acariciadas nos braços da inércia.

Beijos de leoa mansa!

Almas cativas
Que trago no peito
Arcaicas dores,
Como virgens enlaces nupciais
Das rosas que lanço ao mar.

Revejo-as cintilar em sossego.
São somente
Pétalas de nós a naufragar.

© Célia Moura, in “Jardins do Exílio” (25/01/2013)
(Steve Hanks Painting)

Anúncios

Deixar um comentário:

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s