Em Delírio


10649456_693638144053344_5591599983112958721_n (1)Em Delírio
Ergo apenas
Ao céu
Minhas mãos fugidias
De momentos.

O teu olhar preso
Em mim
É um hino
E os teus braços
Um ninho
Onde adormeço sem destino
Num delírio repentino
Que me enaltece e destrói,
Revelando a nudez dos gestos
Percorridos neste caminho ermo
Onde infinitamente nos amamos e perdemos.

© Célia Moura, in “Vestida De Silêncio” 31/08/2014
(Alain Dumas Painting)

Anúncios

Deixar um comentário:

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s