Percorro avidamente


64728_722126441204514_1041491840970769033_nPercorro avidamente a alvorada
Da tua pele
Convoco as delirantes ninfas
Que em mim vão despertando
A catarse,
Guardo teu néctar no meu ventre
Que de Luz me delicia,
Aconchego-me à ternura
E vou meu amor rumo à enseada
Do destino.

Voltarei um dia de mãos dadas com a Primavera.

© Célia Moura – a publicar “No hálito de Afrodite” [26/10/2014]
(Benoit Courti Photography)

Anúncios

Deixar um comentário:

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s