Sou o sangue


1378171_540795529337607_1097400567_n (1)Sou o sangue que se derrama e grita entre os poros do tempo e me faz regressar à cristalina vigília da água…
E sou essa terra que tuas mãos lavram
e a pedra que o artista fere para criar arte
mas é no teu corpo que respiro.

© Célia Moura – A publicar
(Arthur Braginsky Painting)

Anúncios

Deixar um comentário:

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s