Se eu tivesse que escrever meu último poema


10391036_659998864083939_7677940446723550512_n (1)Se eu tivesse que escrever meu último poema,
Que diriam minhas torpes palavras,
De que grito, lamento ou indignação
Sangrariam as rosas que trago no coração,
Que Luz derramaria ainda
Esse filho tão amado
Meu derradeiro poema.

Diriam decerto os teus olhos, o teu sorriso
E uma criança a saltitar na aldeia de todos os afectos…

Ah, mas que eu nunca pressinta tuas mãos
Acariciando meu espírito,
E simplesmente parta!

© Célia Moura – 25.VI.2014
(Caras Ionut Photography)

Anúncios

Deixar um comentário:

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s