Inteligência, Dá-me o Nome Exacto das Coisas


Inteligência, Dá-me o Nome Exacto das Coisas
“Inteligência, dá-me
o nome exacto das coisas!

… Minha palavra seja
a própria coisa,
criada por minha alma novamente.

Que por mim cheguem todos
os que não as conhecem, às coisas;
que por mim cheguem todos,
os que já as esquecem, às coisas;
que por mim cheguem todos
os próprios que as amam, às coisas…
Inteligência, dá-me
o nome exacto, e teu,
e seu, e meu, das coisas.”

Juan Ramón Jiménez, in “Eternidades”
(Tradução de José Bento)

Anúncios