Origem


origem

Art/e (c) Elle Victoria Gale

Origem
Cubram-me somente
O corpo já inerte
De pétalas vermelhas
E frescas açucenas brancas.

Recitem-me um poema
Em gemidos de piano.
Serenem meu sono breve
Com um fado de ilusão.

Queimem incenso,
Sem quaisquer prantos.
Plantem velas acesas pelos cantos!
Inundem-me de Amor!

Sorriam-me subtilmente.
Não serei ausente.

Derramem hinos de luz e de vento.
Retalhos de palavras retidas e rendidas
Nos escombros deste tempo.

Fazei dessa partida
Uma inspiração à Origem
Como um embrionário regresso
Ao ventre da Terra Mãe,
Meu útero de silêncio.

Cubram-me apenas
O corpo ainda presente
De rosas vermelhas
E castas açucenas.

© Célia Moura, in “Vestida De Silêncio”
(Elle Victoria Gale)

JOAN BAEZ ~ Bachianas Brasileiras No 5 Aria ~
Joan Baez ~ BACHIANAS BRASILEIRAS NO.5 ARIA ~ by Hector Villa-Lobos. Maurice Abravanel, conductor

Anúncios

Um pensamento sobre “Origem

Deixar um comentário:

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s