Percorro avidamente a alvorada


Art/e (c) Benoit Courti Photography

Percorro avidamente a alvorada
Da tua pele
Convoco as delirantes ninfas
Que em mim vão despertando
A catarse,
Guardo teu néctar no meu ventre
Que de Luz me delicia,
Aconchego-me à ternura
E vou meu amor rumo à enseada
Do destino.

Voltarei um dia de mãos dadas com a Primavera.

© Célia Moura – a publicar
(Benoit Courti Photography)

Deixar um comentário:

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s