Agora que te mordo e me sorris


Art/e (c) Vadim Stein photography

Agora que te mordo e me sorris
diz-me, onde foi que nos perdemos?
Hesito entre tua cama, os pedaços de maçã com mel e canela
sobre nossos umbigos,
as paredes imaculadamente brancas e o vinil que estalou naquela pequena maravilha que trouxera apenas para te ouvir cantarolar.

Onde foi que nos perdemos meu amor quando éramos somente o olhar de todos os outros?

© Célia Moura
(Vadim Stein photography)

Anúncios