Sei de nós sempre que os antúrios sorriem


Art/e (c) Benoit Courti photography

Sei de nós sempre que os antúrios sorriem
e me elevas no teu corpo até ao dedilhar de uma guitarra
à bênção onde danço e renasço
liberdade e poesia.

© Célia Moura
(Ilustração – Benoit Courti photography)