Irás rodopiar em meu umbigo


Art/e (c) Alecu Grigore Photography

Irás rodopiar em meu umbigo
Como um ensandecido,
Beijar minha púbis
Como se sempre te tivesse pertencido.

Lamber meus lábios

Nessa secura de morte,
Limpar meu sangue com teu corpo
E irracionalmente
Quando na Partida
Levar comigo todas as fontes
Virás sufocar-te na foz Continuar a ler

Íris


Art/e (c) Denis Buchel Photography

Íris
Este útero florido de rosas
Minhas mãos erguidas em catadupa de silêncios
O rasgo abrupto do destino estilhaçando
Denúncias em espera
Nos parapeitos da angústia
Transbordante deste chicotear constante
Onde me dás a beber licor.

E teus olhos intactos
Onde bebi goteiras de mar
Em minha íris rasgada Continuar a ler

Toma nota nas palavras que te não digo


toma-nota-nas-palavras

Art/e (c) Jeremy Mann Painting

Toma nota nas palavras que te não digo
Porque em todas elas
Há jasmim, girassóis,
E descansam nas águas das fontes
As mãos que afagam gritos.

Toma nota nas palavras que te não digo,
Porque em todas elas vibra um rio,
E nos meus olhos há um mar
Que se enrosca Continuar a ler