ASAS DE AMOR – Antologia Erótica [Video-Poesia]


VIDEO © 2012-2020 LP (LProductions – Todos os Direitos Reservados / All Rights Reserved)

Um belíssimo trabalho de vídeo elaborado há quatro anos, aquando da minha participação na Antologia Erótica “Asas De Amor”, que tal como tantos outros trabalhos me deu imenso prazer.
Alguns dos poemas do livro “No Hálito De Afrodite” estão aqui para todos nós. 

O musgo que me torneia os quadris


Art/e (c) Alecu Grigore Photography

O musgo que me torneia os quadris
E se revolve
No fogo da minha redenção
É o mesmo que outrora respiravas
Néctar no transe das línguas
Em taças de lua minguante
Poque a cheia
É de todas as fêmeas
Que sabem lamber cicatrizes
E comigo arrancam gargalhadas Continuar a ler

Para quê tanto ódio, corrupção & arrogância?


Se vivemos todos na absurda, porém única certeza da morte, para quê tanta ganância? Para quê tanto ódio, corrupção & arrogância?
Logo, nenhuma guerra poderá ter qualquer nexo, nenhum tipo de miséria deveria ser aceite.
Que fôssemos imensos como o mar, generosos e humildes como as mais belas rosas! Continuar a ler

Todo aquele que independentemente da sua condição


10885257_764629796954178_8928306082784114484_n

Todo aquele que independentemente da sua condição, consegue amar o mais necessitado do que ele, aprendeu o fluir da vida e da sua essência.

Ele não precisa de templos, rituais ou religião, Deus e o seu Espírito estão onde ele estiver, libertos como um rio, no seu coração.

Continuar a ler

Abocanharam De Mim As Acuçenas


abocanharam-de-mim

Art/e (c) Alecu Grigore photography

Abocanharam De Mim As Acuçenas
Abocanharam de mim todas as primitivas açucenas
Teu sabor,
E até os gestos com que me abraçavas.
Não sinto nada que não sejam estilhaços do tempo,
Esse que alicercei junto aos canteiros e às minhas lápides.

Conchas que há anos recolhi e decidi que regressariam ao mar
Antes de mim. Continuar a ler